• Bruna Chieco

Webinar Mercer aborda uso da comunicação para evitar perdas

Atualizado: Abr 7

Durante o Webinar Mercer - Impactos do COVID-19 e as alternativas para a Previdência Complementar, realizado na última quinta-feira, 2 de abril, os convidados debateram a importância de se manter uma comunicação ativa com participantes neste período de crise. O Diretor-Presidente da Abrapp, Luís Ricardo Marcondes Martins, destacou que o atual cenário levou todo o sistema a buscar uma adaptação rápida, o resultará em um legado digital. "Estamos aprendendo a maneira correta de se comunicar, tendo que ser transparente", disse. 

Para ele, a crise traz uma oportunidade importante para a previdência complementar fechada manter seu protagonismo, superando a dificuldade de disseminar a cultura previdenciária na população. "Temos um mundo digital que facilita a comunicação. Vamos exercer o protagonismo de levar a proteção social. Uma crise dessa envergadura nos coloca em estado de atenção, e com tudo que a gente já aprendeu, vamos superar", ressaltou.

Educação financeira – O Subsecretário de Previdência Complementar, Paulo Valle, destacou que a comunicação em um momento de crise e incertezas do mercado é importante para evitar perdas. "O brasileiro já tem bastante experiência, já passamos por várias crises. Os ativos se depreciaram muito e depois se recuperaram. Então, é muito importante a comunicação e a educação financeira para evitar saques desnecessários e que possam comprometer até o patrimônio do participante e o fluxo de caixa da entidade", disse.  Para ele, o sistema tem um papel importante, e a educação e comunicação devem ressaltar que os ativos têm um perfil de longo prazo. "Sacar agora é o pior momento. A crise nos pegou em uma situação fiscal mais frágil, mas mesmo assim, tudo indica que realizar um ativo agora é o pior momento possível. Então, temos de ressaltar o caráter previdenciário, a questão do longo prazo. As entidades, mais que nunca, devem fortalecer essa comunicação, fazer esse esforço adicional para mostrar qual será o impacto no futuro se forem realizados os saques neste momento", enfatizou.

Proximidade – As entidades têm investido em maneiras de manter a proximidade com seus participantes e colaboradores durante o período de contenção da disseminação da COVID-19. Na Fusan, a comunicação foi colocada como uma das medidas prioritárias não apenas internamente, dentro da entidade, mas com participantes, patrocinadoras e as partes interessadas, conforme explicou a Diretora-Presidente da entidade, Claudia Trindade. "Essa comunicação deve ser massiva e insistente. As pessoas têm pouco conhecimento da parte previdenciária, então temos que massificar esse contato para manter todo mundo informado, estendendo os canais que temos aos públicos distintos, mantendo tanto o digital quanto o impresso", ressaltou.

Já a Funcesp reforça o contato com participantes com o envio de boletins diários, além de produzir vídeos internos e externos. "A incerteza é muito grande, e quanto mais ampliarmos a comunicação, melhor. O fato de ter a autogestão de saúde ajuda, pois temos informações atualizadas e isso nos ajuda a tranquilizar as pessoas", destacou o Presidente da fundação, Walter Mendes.

0 visualização

Receba nossas atualizações

Sugestões de matérias e/ou dúvidas:

abrappatende@abrapp.org.br

Nos acompanhe

  • Branca Ícone Instagram
  • Branca Ícone LinkedIn
  • Ícone do Facebook Branco

© 2020 por Grupo Abrapp